Segunda, 23 Janeiro 2023 08:09

Secretaria de Saúde e Setor de Epidemiologia alertam a população contra infestação de caramujos em Manducas; saiba como agir

Secretaria de Saúde e Setor de Epidemiologia alertam a população contra infestação de caramujos em Manducas; saiba como agir Diretoria de Comunicação

Alerta!

A Secretaria de Saúde e o Setor de Epidemiologia estão fazendo uma campanha para conscientizar a população sobre os riscos à saúde trazidos pelo caramujo. O Distrito de Manducas está sofrendo com a infestação do animal.

O período chuvoso é propício para favorecer o surgimento e a sobrevivência do caramujo, já que o animal encontra abrigo e alimentos em abundância. O caramujo apresenta riscos para a saúde e também pode contaminar a água e causar prejuízos para o solo e plantações.

Pensando em proteger a população e tentando erradicar esse mal, a Secretaria de Saúde entrou em contato com a Secretaria Regional de Saúde, unidade de referências para questões sanitárias. De acordo com a devolutiva do órgão, não há uma política pública de combate ao caramujo.

A Secretaria de Saúde e o Setor de Epidemiologia, preocupados com a forma como os moradores estão tentando eliminar os animais, inicia, agora, uma campanha de orientação para todos os munícipes.

A proliferação está acentuada em Manducas, mas todas as regiões da cidade correm o risco de passar por problema semelhante. Contamos com o apoio de todos os imbeenses para:

- Manter limpos quintais e lotes vagos. A orientação também ajuda a combater o mosquito transmissor da dengue. Os caramujos procuram alimentos e abrigos nos lixos, vegetação, como as folhas secas caídas, e restos de alimentos.  

- Nunca tocar nos caramujos sem a proteção nas mãos de luvas ou sacos plásticos. O animal transmite doenças;

- Não jogar o animal no rio ou no lixo, pois assim cria-se condições ideais de abrigo e proliferação;

- Nunca comer os caramujos ou usá-los como isca para pesca de peixes, pelo risco que essa atitude representa para a saúde;

- Não use pesticidas para matar os caramujos. Deve-se recolher as conchas, com o uso de luvas ou sacos plásticos, enterrá-las ou queimá-las, com cuidado. O recomendado é para se realizar a limpeza do local e espalhar cal ou sal virgem, principalmente nos cantos de muros e em frestas, para eliminar possíveis ovos do animal.

Para mais informações, entre em contato pelo Whatsapp (33 3325-1465), procure as Agentes Comunitárias de Saúde ou os Agentes de Endemias.

 

Política de Privacidade e Cookies

Nós utilizamos cookies para otimizar e aprimorar sua navegação do site, manter uma melhoria contínua no conteúdo oferecido e aperfeiçoar a experiência de nossos usuários. Clique em aceitar ou continue navegando para concordar com tais condições.

Você não tem conta ainda? Registrar Agora!

Faça Login em sua conta